sexta-feira, 9 de novembro de 2007

 

O derradeiro passe de mágica

Harry Potter chega ao fim com gostinho de quero mais que só grandes personagens da literatura são capazes de deixar

Por Lorena Verli

Conheço Harry Potter há cinco anos. Esse tempo pode parecer pouco mas, de fato, é metade da vida dele. Acompanho-o veementemente desde que apareceu nas telonas do cinema em seu segundo ano de Hogwarts e enfrentou um terrível basilisco para salvar sua escola. Foi o suficiente para o encanto dele cair sobre mim e fazer com que eu corresse atrás dos livros. Depois disso, não dava mais para fugir da história do bruxinho altruísta que foi maltratado pelos tios trouxas durante dez anos, antes de descobrir que não pertencia ao mundo que acreditava ser o seu. Esse Potter, era um prenúncio daquele que chega ao Brasil amanhã, com o último livro da saga, Harry Potter e as Relíquias da Morte.

O Potter de dez anos atrás era corajoso mas medíocre, não sabia lidar com seus próprios poderes e não conhecia muito da sua própria história. Talvez por isso, fosse tão encantador. Afinal, os olhos dos leitores se abriram junto com os dele. Nada mais, nada menos. E, isso se transformou no maior trunfo da série.

Com pouco mais de um ano, Harry foi o responsável pela derrota do maior bruxo das trevas de todos os tempos, Lorde Voldemort. O sacrifício de sua mãe – que se colocou diante do filho na iminência da morte dele – garantiu sua sobrevivência até a maioridade. Só que, ao completar 17 anos, ele ficaria sem qualquer proteção e livre para ser atacado pelo seu arquiinimigo. Mas J.K. Rowling não é uma autora de caminhos retos e certeiros. E, exatamente por isso, o final da série se torna, pela falta de palavra mais apropriada, surpreendente.

Em Relíquias da Morte, Potter, já adulto, é dono de sua razão, capaz de tomar atitudes, fazer escolhas e julgar os resultados com clareza. Ou seja, um exímio líder, disposto a guiar o mundo dos bruxos ao embate final contra as forças das trevas, mesmo que isso signifique encarar a própria morte. É nesse livro que todas as pontas de linha são aparadas, o destino de todos os personagens é selado, passados são revelados e Potter descobre que ninguém é o que realmente parece ser.

J.K. Rowling não mede palavras ao finalizar sua história. Muitos vão chorar, outros serão surpreendidos com o final de alguns personagens queridos. Mas ninguém poderá dizer que não foi avisado. As pistas para o grandioso final de Harry Potter e as Relíquias da Morte estão espalhadas pelos seis volumes anteriores. Só não viu quem não quis. A série pode render uma boa leitura para quem está aberto a encarar uma literatura frágil, mas fascinante. E, ao chegar no fim, despedir-se de Harry Potter é como colocar uma flor em cima de um caixão. Só que, nesse caso, o bruxinho sempre estará esperando pela sua próxima visita à estante.

Serviço
Livro
: Harry Potter e as Relíquias da Morte
Autora: J. K. Rowling
Editora: Rocco
Páginas: 600
Preço: R$ 59,50
Disponibilidade: fácil

Lorena Verli é jornalista e pós-graduanda em Jornalismo Literário pela ABJL/Cesblu

3 comentários:

Helen Fernanda disse...

Fala sério!!! Se eu tivesse dinheiro para imprimir texto por texto preferiria pagar banda larga. Aí sim teria paciência para ler. Em lan-house não dá pra "perder" muito tempo lendo.

(Mandei um e-mail para vocês. Acho que vocês vão gostar da idéia para o PluralBlog. Eu poderia colocar aqui, mas poderia comprometer a minha fama de chata.)

Helen Fernanda disse...

DICA: ADICIONANDO O FEED DO PLURAL BLOG AO ORKUT

1. Na sua página inicial (home), clique em "+ acessórios". Abrirá a página "Adicione feeds ao seu perfil".

2. No campo de texto "URL" digite ou cole o seguinte endereço: http://pluralblog.blogspot.com/feeds/posts/default

3. Clique em "adicionar". Na mesma página aparecerá na seção "Meus Feeds" o seguinte texto-link:

Plural Blog - Quem disse que cultura tem de ser chata?
http://pluralblog.blogspot.com/feeds/posts/default

4. Clique no link gerado e perceba que você pode ler o Plural Blog no próprio orkut, só precisará entrar no blog para ler e deixar comentários.

Obs.: O feed do blog também ficará disponível para as pessoas que visitarem seu perfil.

Helen Fernanda disse...

DICA 2: ADICIONANDO ATUALIZAÇÕES DO PLURAL BLOG AO GMAIL (tô inspirada hoje)

1. Clique em "Configurações".

2. Clique em "Clipes Web" (primeira guia da direita para a esquerda).

3. Na coluna da esquerda aparecerá uma caixa de texto onde você colará ou digitará o seguinte endereço: http://pluralblog.blogspot.com/feeds/posts/default

4. Clique em "pesquisar". Vai aparecer no quadro principal o seguinte texto:

Resultados da pesquisa

Plural Blog - Quem disse que cultura tem de ser chata?
http://pluralblog.blogspot.com/feeds/posts/default

5. Clique no botão "Adicionar".

6. Para que as atualizações do Plural Blog apareçam com mais freqüência no seu Gmail, clique em "Meus Clipes" e remova aqueles que o Gmail já manda "de fábrica".

Obs.: Para os menos atentos os "clipes" do Gmail são aqueles links que aparecem no topo da caixa de entrada, acima dos botões "Arquivar", "Denunciar Spam" e "Excluir". São atualizações dos sites cadastrados pelo usuário ou pelo próprio Google.